Introdução

O curso de Engenharia Civil da Faculdade de Iporá – FAI forma profissionais com uma formação empreendedora apta a atender as demandas do mercado, sem negligenciar contextos sociais e ambientais específicos, proporcionando aos egressos, conhecimentos teóricos – práticos para que possam atuar crítica, empreendedora e criativamente no setor de construção civil, permitindo a compreensão dos processos de elaboração, desenvolvimento e acompanhamento de projetos ambientais, norteadas por valores éticos, pessoais e sociais. Assim como a elaboração de estudos, a gestão, projetos, análises, avaliações, vistorias, perícias e pareceres técnicos, execução e fiscalização de obras e de serviços técnicos, consultoria, planejamento e assessoria técnica, tornando o profissional apto para a inserção em setores profissionais e participação no desenvolvimento da sociedade. Com o principal compromisso desenvolver competências e habilidades, traçadas pela Resolução CNE/CES n° 11/03/2002.

 

Público

O estudante interessado em atuar no ramo de Engenharia Civil tem que gostar, em primeiro lugar, de física e matemática – conhecimentos presentes em abundância na atuação profissional. Concentração, liderança, agilidade, criatividade, raciocínio lógico e meticulosidade também são fundamentais para o exercício da profissão. Além disso, ter atenção aos detalhes, boa comunicação, capacidade de resolver problemas com praticidade e habilidade para trabalhar em equipe também são aspectos importantes para se destacar no mercado.

Sendo assim o público alvo do curso de Engenharia civil, são estudantes do ensino médio; gestores que desejem gerenciar projetos e obras; técnicos que desejem se especializar na área; profissionais que tenham afinidade com as questões de cunho de construção e liderança e que almejem desenvolver-se academicamente para pesquisar, inovar, empreender e influenciar a região e o país.

 

Mercado

A essência da Engenharia é a busca constante por soluções de problemas e aproveitamento de oportunidades, conjugando fundamentos científicos e recursos avançados, atendendo requisitos de segurança, durabilidade, funcionalidade, estética, agilidade e, principalmente, restrições orçamentárias. Assim, a atuação do engenheiro civil é bem diversificada, trabalhando com edifícios, pontes, galpões, estradas, viadutos, aeroportos, linhas de transmissão, barragens, coberturas, estações de tratamento (água e esgoto), sistemas de drenagem, túneis, bueiros, instalações, torres de telefonia, dentre outros. Como revela o órgão de fiscalização do exercício profissional das diferentes modalidades de Engenharia, o Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CONFEA, que define as seguintes atividades profissionais descritas na Resolução No 1.010/2005 – CONFEA: – Gestão, supervisão, coordenação e orientação técnica; – Coleta de dados, estudo, planejamento, projeto e especificação; – Estudo de viabilidade técnico-econômica e ambiental; – Assistência, assessoria e consultoria; – Direção de obra ou serviço técnico; – Vistoria, perícia, avaliação, monitoramento, laudo, parecer técnico, auditoria, arbitragem; – Desempenho de cargo ou função técnica; – Treinamento, ensino, pesquisa, desenvolvimento, análise, experimentação, ensaio, divulgação técnica, extensão; – Elaboração de orçamento; – Padronização do controle de qualidade; – Fiscalização de obra ou serviço técnico; – Produção técnica e especializada; – Condução de serviço técnico; – Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção; – Execução de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção; – Operação, manutenção de equipamento ou instalação; e execução de desenho técnico.

Sobre o Curso

Tipo:
Bacharel

Duração:
10 semestres

Coordenação

bianca

Bianca Christofoli Freitas Queiroz

Engenheira Civil e Engenheira de Segurança do trabalho

Especialista em Docência do Ensino Superior

Mestre em Desenvolvimento Regional